quinta-feira, 25 de julho de 2013

era uma vez, há muito, muito tempo...

Dizia eu outro dia* que tinha umas sandálias e uns óculos escuros que se podiam considerar quase vintage...
pois descobri que tenho uns sapatos mesmo vintage.
Fez por estes dias 20 anos que os estreei no casamento da minha BFF!
Eu confesso que não sou de guardar nada tanto tempo, estavam perdidos em casa da minha tia e descobri-os por mero acaso e trouxe-os comigo.
(se forem espreitar as lojas online da Mango e da Blanco, e estou capaz de jurar que já os vi na Zara, verão que as pontas contrastantes são tendência)
Estavam sujos por estarem guardados num saco com outros sapatos, sei lá há quanto tempo, por isso estive a lavá-los cuidadosamente com uma esponja embebida em água e sabão, vamos a ver como ficam.
Mas mesmo que não fiquem capaz de usar, acho que os vou guardar como recordação.
De repente fui transportada para os meus 23 anos, aqui estavamos nós, acabadinhas de terminar os cursos, ela sempre mais sonhadora e romântica e bondosa, eu mais impulsiva e inconsequente.
Mas já na altura era a princesa do pendant, com um fato saia casaco feito na costureira, tecido em tom salmão comprado na Casa Frazão* (rima e é verdade), botões dourados escolhidos numa retrosaria da rua da Conceição, sapatos e mala da velhinha sapataria Charles, colar e brincos de pérola e cabelo apanhado numa banana.
(OMG! I'm old!!)
Tal como na moda, nem tudo passa e, 20 anos depois, os meus amigos estão juntos e felizes.
Vivam os noivos!



(e pensar que então eu achava estes saltos altíssimos!)

1 comentário :

  1. Vivam os noivos!
    Os sapatos fazem parte de aqueles valores sentimentais que não existe dinheiro que pague!
    Eu tenho calçado e roupa com 20 e até com mais de 30, assim como antes do 25 de Abril, que se tem feito parte da moda nos ultimos anos.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário ☺