segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

crónicas da vódrasta

O mais recente livro preferido do menino escarlate é um livro sobre a vida animal na selva.
Tem leões, tigres, jaguares, chitas, panteras e pumas.
Tem crocodilos e cobras e tarântulas e é demasiado realista para o meu gosto.
O menino escarlate sabe que eu não gosto do livro, mas anda sempre a pedir-me para lhe contar a história.
Na verdade o livro não conta nenhuma história, só factos, a história sou eu que a invento.
Ele tenta convencer-me que as cobras são fofinhas (pegou numa no verão, no zoo de Lagos e adorou, blargh!) e imita a aranha com as mãos, sempre em direção ao meu pescoço, aranha malvada.
Para me tentar abastrair dos bichos a comerem bichos, foquei-me numa girafa que lá aparece.
Arranjei-lhe nome e biografia.
E estava-lhe a dizer que as girafas comem as folhas das árvores porque têm aquele pescoço comprido e conseguem chegar onde mais nenhum animal chega.
"E também comem maravilhas? A Mariana diz que eu tenho de comer as maravilhas".
Perante o meu olhar confuso a mamã riu e sussurrou "ervilhas".
"Se a Mariana diz que tens de comer as ervilhas, tenho a certeza de que as girafas também têm de comer as ervilhas", respondi eu.
Aposto que a Mariana - educadora - vai ouvir uma história estapafúrdia sobre girafas da próxima vez que ao almoço houver ervilhas.



Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada pelo comentário ☺