segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

olha a mala ♫ olha a malinha de mão

Isto das polémicas e o facto de no fim de semana ter deitado um olhinho às novas coleções nas lojas, deixou-me cá a pensar: e se eu só pudesse escolher uma mala carteira (cruzes, credo, longe vá o agouro, com o que é que eu ía combinar os sapatos?!), qual seria?
Claro que à Raínha do Pendant só serve uma mala carteira de princesa.
A Kelly Bag da Hermès recebeu este nome por ter sido usada pela Grace Kelly do Mónaco como acessório para ocultar a sua primeira gravidez, demora 3 dias a ser feita à la main e tem uma lista de espera entre 2 a 5 anos.
E eu gosto das histórias da história e gosto da mala carteira e gosto do Mónaco.
Posso mesmo afirmar que o maior sonho da minha vida era ser uma ilustre cidadã do Mónaco.
Também existe em Portugal um Principado que não passa dum calhau rochedo  (*), mas não é a mesma coisa.
O Mónaco é assim uma casa de bonecas ricas em tamanho grande e nem o facto de ser num calhau rochedo encalhado ali assim como quem vai da Côte d'Azur para a Costa da Caparica lhe tira o encanto, porque tem elevadores para a gente subir e descer sem se cansar.
"Ai que bem que tou aqui na picina da penthouse com vista sobre a baía, mas esqueci-me das chaves na ignição do iate!"
E prontos, a gente mete-se no elevador, atravessa o circuito de fórmula 1, que nos dias em que não há prova é uma estradita normal, acena ao Beto (sua alteza sereníssima para vocês) que anda lá pelos jardins do palácio a ver se a Estefânia não anda outra vez engalfinhada com o staff e num estantinho chega ao barco.
Ai o que eu gosto desta vida de bairro!





1 comentário :

Obrigada pelo comentário ☺