sábado, 1 de dezembro de 2012

vrummm... VRUM!


Eu eco criminosa me confesso.
Que a senhora Jonet não me oiça, mas tenho o hábito de lavar os dentes no duche.
Verdade, fico ali debaixo da água quentinha a acabar de acordar, com uma daquelas escovas de dentes a pilhas...  vrummm... vrummm... e aquilo é bom, lava os dentinhos... vrummm... vrummm... e acorda os neurónios com suaves vibrações... vrummm... vrummm...
Ora outro dia fui ao Jumbo com o meu homem e deu-se o caso de eu estar a precisar duma escova de dentes nova e vai ele e diz leva destas que é marca auchan e vou eu e digo que não gosto daquelas cabeças e vai ele e diz mas essas podem-se trocar e vou eu, vencida pelo sentimento de culpa de ser uma perdulária a querer comprar uma escova de dentes cerca de 1 euro mais cara e sem cabeças recarregáveis, peguei na escova de dentes cor de rosa de marca branca, mas de cuja cabeça não gosto, e trouxe-a para casa.
Hoje estou eu no duche, saco da minha escova de dentes cor de rosa de marca branca, de cujas cabeças recarregáveis não gosto, espalho o dentrífrico, meto à boca e... VRUM! VRUM!!
Nossa que biolência!
Aquilo é o general das escovas de dentes, que brutalidade, quase me arranca os chumbos!
De modos que realmente poupei um euro, agradei ao meu homem, mas agora o meu duche já não é aquele acordar doce e suave... vrummm... vrummm... e passou a ser como na tropa, em sentido VRUM! VRUM!!
Resumindo, não gosto da escova de dentes cor de rosa de marca branca e cabeças recarregáveis, é bruta e faz barulho de broca de dentista, é como acordar no meio dum tsunami, uma onda de água quentinha e um terramoto na boca.

{carregar na imagem para ver maior - fonte: http://artskooldamage.blogspot.pt}

1 comentário :

Obrigada pelo comentário ☺