segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

crónicas da vódrasta

O meu menino revela uma atração fatal por cor de laranja.
Uma destas noites perguntou-me onde estava o meu roupão e eu expliquei-lhe que naquela casa não tenho nenhum, só umas pantufas.
Ele ficou seriamente preocupado por eu ser a única lá em casa a não ter um roupão, de tal modo que tentei sossegá-lo prometendo-lhe que também ía comprar um para mim, mas ele aconselhou-me a não comprar azul como o dele e o do avô, porque azul é para os meninos.
"Então compro roxo como o da mamã?", perguntei eu.
Cor de laranja, respondeu ele, acrescentando que devia comprar outras pantufas, cor de laranja também, porque ele não gosta das cor de rosa.
Nisto vem do quarto com os seus bonecos preferidos da Turma do Ruca, a Sara e o André, que têm cabelo cor de laranja, e diz: "desta cor, tás a ver?".
Tou, tou a ver que, ao contrário do avô, o neto vai adorar se eu virar ruiva.

(aqui há tempos andava com vontade de experimentar os tons cerise)


3 comentários :

Obrigada pelo comentário ☺