terça-feira, 23 de outubro de 2012

crónicas da vódrasta

A escassos cinco dias de completar 3 anos, o meu enteaneto chamou-me velhota!
Peguei-lhe ao colo e disse-lhe... ai, ai, ai que já não posso contigo... (e lá veio o "porquê?")  ai, ai, ai porque estás muito grande, muito pesado... e ele chamou-me velhota.
A mim! A mais jovem das avós!
A mais babada das vódrastas certamente que, apesar de não gostar de ser considerada velhota, ficou orgulhosa da forma pertinente com que o petiz aplicou o adjetivo.

1 comentário :

  1. hahaha... que espertalhão!!! Quanto à tua foto, sabes que quase fiz um do genero para a minha G. no Carnaval passado?! hehe

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário ☺