domingo, 7 de outubro de 2012

7 de Outubro de 1995

Não fomos felizes para sempre, mas algures pelo caminho fomos felizes.
A maioria das pessoas que me conhece do pós divórcio fica muito admirada de saber que um dia casei.
Hoje também não me imagino casada nem numa relação convencional.
Mas este foi um dia muito feliz.
Apesar de na antevéspera ter apanhado uma multa no metro por me ter esquecido de obliterar o bilhete, apesar de ele ter tido um acidente a caminho do registo civil, apesar do vídeo do casamento dizer que tudo se passou noutra data... apesar disso ignoramos todos os sinais.
E este foi um dia de outono perfeito, com muita alegria e o por do sol sobre o mar.
E às vezes, por um bocadinho, tenho saudades de mim como eu era.


9 comentários :

  1. Lamento sempre quando uma história de amor não tem um final feliz. É normal quando revês momentos dessa fase, sintas saudades - é normal, foi algo que viveste. Quem sabe um dia destes o amor te surpreenda de uma forma irrecusável :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou uma sortuda, o amor já me voltou a surpreender há 11 anos atrás e desde então que vivo um "namoramento" feliz :)
      http://le-cirque-de-miss-scarlet.blogspot.pt/2012/08/namoramento.html

      Eliminar
  2. que post lindo! Aprendemos com todas as experiência!

    ResponderEliminar
  3. É necessária uma grande distância do que aconteceu de "mau" numa relação para podermos ter saudades da pessoa que éramos nessa altura... pelo menos é o que sucede comigo. Não consigo compreender e agir conforme muitas pessoas afirmam que se deve guardar os bons momentos e recordar esses bons momentos e esquecer os outros... Isso quanto a mim só faz sofrer ainda mais, quando se tenta agir desse modo no final de uma relação.
    Mas, eu que nunca casei, passados alguns anos (quase tantos como esses), também sinto saudade do que era por essa altura. Mas só agora, passados estes anos é que consigo fazê-lo. É possível que haja quem tenha amado e sofrido, e consiga seguir em frente automaticamente, com um sorriso nos lábios, ao lembrar dos bons momentos?
    Desculpa lá o desabafo... parece-me que vai ser uma má semana...
    Beijinho *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida, espero que a tua semana seja boa! Afinal, estão uns dias tão bonitos! ;)
      Revejo-me nas tuas palavras, mas eu já sou divorciada há 13 anos e já sou uma menina crescida ;) e resolvida!
      Quando me casei o fotógrafo disse-me que mesmo as noivas que detestam ver-se nas fotografias, gostam sempre das fotos do seu casamento. E eu acho que é verdade.
      Eu continuo a gostar destas fotografias (gosto menos daquelas onde está o noivo) porque secalhar foi o princípio do fim.
      E digo isto sem mágoas e sem dramas.
      Foi talvez o último dia em que eu tive o meu pai bem e feliz ao meu lado, tão feliz como eu.
      Depois... tudo mudou.
      Mas tudo passa, Anita.

      Eliminar
    2. Eu crescida também sou, tanto em altura como em idade, cá do alto dos 178cm e dos quase 38 anos, resolvida é que ainda não... Parece que me ponho a jeito só para o que não devo. A psicologia deve explicar tal coisa ;)
      Tudo passa sim, mesmo depois de tudo mudar...
      Certo é que tudo muda, a toda a hora e a todo o instante.
      Há que encontrar e manter a direcção certa ☺

      Eliminar
  4. Respostas
    1. ah ah ah! Calculo que seja o teu género ;) linha império em seda selvagem, apenas com uma renda abaixo do peito e no fim das mangas e laçada atrás. Curiosamente foi o 1º vestido de noiva que experimentei :) depois vesti outros e noutras lojas, mas ficou o 1º amor...

      Eliminar

Obrigada pelo comentário ☺