sexta-feira, 24 de agosto de 2012

it's a Scarlet home

Apesar de eu adorar estar em casa, detesto ter vizinhança.
Já me queixei aqui pelo blog da velhota cusca que mora em frente, do vizinho de cima que cospia as entranhas todas as manhãs (a cusca diz que agora anda embarcadiço) e seu filho pré adolescente que canta ópera (mas esse ao menos é muito afinado).
Também já vos falei do misterioso casal que habita ao lado, que deve ter ali montado um estúdio porno, com sessões contínuas, matinés, soirés...
Cheguei mesmo a deixar-lhes um bilhete na caixa do correio (escrito em computador e assinado como 'a vizinha', pode ser que pensem que foi a velha cusca que eu cá não quero problemas), onde os congratulava pela vida sexual ativa e aparentemente satisfatória, mas demasiado sonora.
Esqueci-me no entanto de recomendar que afastassem a cama da parede, o que se veio a revelar um erro crasso.
O bilhetinho surtiu efeito durante uns tempos, mas agora estou outra vez sem conseguir ouvir o telejornal e a telenovela em condições.
O mistério é que eu nunca dou por eles, até ela começar a espirrar.
Espirra meia dúzia de vezes seguidas e fica atacadinha das alergias.
É que a seguir aos espirros a desgraçada geme que dá dó.
(dá dó, ré, mi, fá, sol, lá, si, dó sustenido e recomeça...)

6 comentários :

  1. Coitada é tudo culpa dos espirros ehehe xD *

    ResponderEliminar
  2. Por isso não troco a minha casa por nenhum apartamento :)
    Bom fim-de-semana. Bj**

    ResponderEliminar
  3. Ahahah, tens cada vizinho. Se fosse a ti voltava a deixar um bilhetinho para afastarem a cama da parede, pode ser que volte a resultar. Ou pelo menos durante uns tempos. ;)

    ResponderEliminar
  4. :-) Calma miúda, calma! Ahahahahahah!

    Bjinhos da São

    ResponderEliminar
  5. Ela é alérgica a qualquer acto porno que eles fazem! Lolollll

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário ☺