quarta-feira, 15 de agosto de 2012

crónicas da vódrasta

Estamos nesta fase.
Tudo serve para bater, tudo serve para fazer barulho, tudo serve para atirar à bruta.
Enquanto as minhas amiguinhas de 3 anos estão no auge da piroseira (maquilhagem, acessórios, roupa e dietas... mamã emprestas-me o teu batom/posso levar mais uma pulseira/esta saia não é de princesa, não quero/aquela menina é gorda...) o baby menino escarlate está... um rapaz.
As brincadeiras preferidas (a par com a bicicleta) são arrastar-se pelo chão a fazer de coelhinho ou de gatinho, pregar sustos e simplesmente gritar no tom mais agudo que conseguir.
O caminho da sala para o quarto é feito a deitar a mãozinha às estantes e deixa atrás de si um rasto de CD's e livros caídos no chão.
Os beijinhos profusos de antigamente passaram a ser um bem escasso.
Ainda se entretém imenso com desenhos animados e livros, mas os bonecos dele já brincam às lutas.
É impressão minha ou este míudo está a crescer depressa demais?

5 comentários :

  1. Os filhos crescem depressa, daqui a algum tempo já namora:)

    ResponderEliminar
  2. O tempo não para, mas ás vezes queria que andasse bem mais devagar, eles crescem tão rápido!

    ResponderEliminar
  3. Hummm, essa fase é tramada.
    E podes crer que o facto de ele ser desarrumado e não gostar de beijinhos se vai manter.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário ☺