terça-feira, 3 de abril de 2012

coffee spoons & tea afternnons

Não há nada que tu faças
Que não te faça imenso mal,
Desde o uso das estrelas
Ao abuso corporal.
Em volta a ti morre a morte
Mas tu próprio não ficas inteiro
Sorris de manhã à noite
Como a um espelho fatal.
Cortas a vida aos pedaços
Para ver se fica igual.
Não há nada que tu faças
que não te faça imenso mal.
(Canção - Mário Cesariny in Burlescas, teóricas e sentimentais)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada pelo comentário ☺